Misquitape, a mixtape do Misquilinas

Não muda, nunca vai mudar. Talvez a única coisa inevitável nessa vida, o fim sempre chega. Tudo acaba. “Tudo passa”, bem disse Marcelo Camelo em uma de suas melhores músicas solo. Não há para onde fugir. Então, como não temos muito o que fazer além de esperá-lo chegar, o jeito é ir se divertindo. Esta quarta Misquitape, a mixtape do Misquilinas, propõe algumas canções para acompanhar mais um dos inevitáveis fins – o de 2010. Há por aqui canções que mudaram o curso do ano, como de Kanye West, The Naked and Famous e The National; outras de discos que só chegam ano que vem, como Patty Moon, Iron & Wine e the Decemberists, e outras variadas, tão imperdíveis quanto. Para aguardar mais um fim escutando “The End Again”, a nova Misquitape, é só clicar na capa abaixo e fazer o download.

Tracklist:

1 – Longwave – Best Kept Secret
2 – The Decemberists – Down By The Water
3 – The National – Bloodbuzz Ohio (Acoustic Live)
4 – Nouvelle Vague & Coeur de Pirate
5 – Winterpills – Feed the Spider
6 – the Phantom Band – O
7 – Kanye West – Hell of a Life
8 – Best Coast – Something in the Way
9 – Bárbara Eugênia – O Oposto do Osso
10 – Tim Kasher – Cold Love
11 – Iron & Wine – Walking Far From Home
12 – The Naked And Famous – Punching In A Dream
13 – Portugal the Man – Children
14 – Patty Moon – Mimi and Me

Anúncios

Misquitape, a mixtape do Misquilinas

Você sente falta do que foi um dia? Tem saudade de um tempo que nunca mais vai voltar? Ou sente alívio por ter se transformado em algo melhor? Não importa. O que faz você ser o que é hoje é o que você fez ontem.
Não, esta não é uma mixtape saudosista. Pelo contrário. É um olhar pra frente, queixo erguido e vontade de ultrapassar as barreiras que ainda não foram ultrapassadas. O sentimento de homenagear o que fomos é só mais uma maneira de deixar o passado pra trás e começar a caminhar para o futuro. “What We Were”, a terceira Misquitape, a mixtape do Misquilinas, está pronta para o que vier. Para baixar, basta clicar na capa abaixo.

Tracklist:

1 – Sufjan Stevens – Chicago
2 – Bad Religion – Won’t Somebody
3 – Soundtrack Of Our Lives – Sister Surround
4 – Cee-Lo Green – Fuck You
5 – Rotiv vs Arcade Fire –  Sprawl 3.0
6 – Kings Of Leon – Radioactive
7 – Rosie and Me – Bonfires
8 – Lestics – Travessia
9 – The Rosewood Thieves – Cold In The Country
10 – celladoor – YY
11 – Kaki King – Spit It Back In Your Mouth
12 – School Of Seven Bells – Windstorm
13 – Maximum Balloon feat. Theophilus London – Groove Me
14 – Aberfeldy – In Denial

Misquitape, a mixtape do Misquilinas

A segunda Misquitape, a mixtape do Misquilinas, está no ar. “Moving Fast” tem a ver com a correria do dia a dia, com a forma como o mundo se move tão rápido, alucinado, apressado, e a gente não tem tempo de ver (ou ouvir) coisas que valem a pena. A minha teoria é que sempre dá tempo para uma pausa, uma paradinha de leve,  nem que seja pra ouvir uma música mais calma, ou que te empolgue pra sequência dos acontecimentos. Aliás, a própria Misquitape, essa aí de baixo,  é uma prova da minha teoria. Pra fazer o download é só clicar na capinha.

Tracklist:

1 – Arcade Fire – We Used To Wait
2 – Janelle Monáe – Come Alive (The War of the Roses)
3 – The Xx – VCR (André Paste remix)
4 – Yeasayer – I Remember
5 – Nina Becker – Lá e Cá
6 – Bombay Bicycle Club – Fairytale Lullaby
7 – Zola Jesus – Sea Talk
8 – Paul McCartney – Maybe I’m Amazed
9 – Aberfeldy – Love Is An Arrow
10 – Bluebell – Translation
11 – Iron & Wine – Naked As We Came
12 – Radiohead – Last Flowers
13 – Wildbirds and Peacedrums – Fight For Me
14 – Desert Sessions – Don’t Drink Posion

Misquitape, a mixtape do Misquilinas

Faz tempo que tenho vontade de fazer umas mixtapes, mas sempre enrolo, adio e nunca sai nada.
Desta vez, vai.
Para comemorar as minhas férias que acabaram de começar, fiz uma pequena seleção de músicas e dei início às mixtapes do Misquilinas, que, claro, tinha que ter um nome tão besta e com trocadilho como este: Misquitape.
Cada uma vai ter uma espécie de tema. A primeira, pra ficar no clima, é a “Férias” , mas não significa que as faixas têm a ver com férias, e sim que são boas canções pra se ouvir neste período em especial.
Para fazer o download da minha primeira mixtape, é só clicar na capa dela, aqui embaixo.

Tracklist:

1 – Tulipa Ruiz – Só Sei Dançar Com Você
2 – The Swell Season – Young Hearts Run Free
3 – Sleigh Bells – Rill Rill
4 – Pearl Jam – Unthought Known (Live)
5 – Lissie – Oh Mississippi
6 – Mates of State – Long Way Home
7 – Teenage Fanclub – Baby Lee
8 – Sondre Lerche – Tragic Mirror
9 – Dirty Projectors & Björk – No Embrace
10 – Stars – Dead Hearts
11 – Karen Elson – Lunasa
12 – The National – Bloodbuzz Ohio

Coachella de verdade

Na semana passada, um poster do Coachella 2010 (megafestival que rola em Indio, na Califórnia) agitou o mundinho indie – principalmente no Twitter. Bandas como Arcade Fire, Pavement, Daft Punk, Them Crooked Vultures, Thom Yorke, Lady GaGa e White Stripes dividiam a atenção de um lineup inacreditável com grupos menores, representados no poster pelas letras pequenas. Entre eles estavam The xx, Gossip, St. Vincent, Rain Machine, Klaxons, The National, Little Boots, Portugal. The Man, Dirty Projectors e Grizzly Bear. Saca a peça aí:

Mas logo a desconfiança tomou conta do povo. A dúvida era: esse lineup de sonho era fake ou verdadeiro?  Hoje, finalmente, saiu a certeza de que era fake. É que o lineup real foi finalmente divulgado pelo site oficial do Coachella. Olha aí.

Muita coisa mudou de um poster pro outro, claro. Mas as verdadeiras atrações não estão de se jogar fora. É claro que um Daft Punk, um White Stripes  e um Arcade Fire fazem muita falta…  só que eu queria ir assim mesmo.

(via blog do Tas)

Coluna B, dia 02/01

Coluna B International Awards 2009

Para fechar a longa retrospectiva de 2009, apresento para os leitores o primeiro Coluna B International Awards, uma série de outras listas e destaques que ultrapassam os ultrapassados formatos de discos. Ao todo, só no ano passado, foram 271 álbuns baixados, recebidos ou escutados, um número muito maior do que eu poderia imaginar que conseguisse, mas que fez 2009 valer a pena com uma quantidade imensa de bons trabalhos, novas bandas e artistas que se consagraram. Veja os indicados, os vencedores e os perdedores de 2009. E feliz ano novo pra você.

Melhores Músicas de 2009:

1 – Stillness Is The Move – Dirty Projectors (do disco “Bitte Orca”)

2 – Zero – Yeah Yeah Yeahs (do disco “It’s Blitz!”)

3 – My Girls – Animal Collective (do disco “Merriweather Post Pavilion”)

4 – Islands – The Phantom Band (do disco “Checkmate Savage”)

5 – Cornerstone – Arctic Monkeys (do disco “Humbug”)

6 – Crystalised – The Xx (do disco “The Xx”)

7 – Throwing Bones – The Phantom Band (do disco “Checkmate Savage”)

8 – Heavy Cross – Gossip (do disco “Music For Men”)

9 – Lose Your Soul – Dead Man’s Bones (do disco “Dead Man’s Bones”)

10 – Lisztomania – Phoenix (do disco “Wolfgang Amadeus Phoenix”)

11 – Dog Days Are Over – Florence + The Machine (do EP “A Lot Of Love, A Lot Of Blood”)

12 – Just Breathe – Pearl Jam (do disco “Backspacer”)

13 – Surprise – Inara George (do disco “Accidental Experimental”)

14 – I Chose Rapture – cellardoor (do disco “Rites Of Passage”)

15 – Sleepyhead – Passion Pit (do disco “Manners”)

16 – Actor out of work – St. Vincent (do disco “Actor”)

17 – Check My Brain – Alice In Chains (do disco “Black Gives Way To Blue”)

18 – Jaykub – Danger Mouse & Sparklehorse (do disco “Dark Night of the Soul”)

19 – We Are Kids – Lacrosse (do disco “Bandages For the Heart”)

20 – 11th Dimension – Julian Casablancas (do disco “Phrazes For the Young”)

Melhores EPs de 2009:
1 – Animal Collective – Fall Be Kind
2 – Deradoorian – Mind Raft
3 – Florence and The Machine – A Lot Of Love, A Lot Of Blood
4 – Delorean – Ayrton Senna
5 – The Drums – The Drums
6 – Laura Jansen – Single Girls
7 – Cold War Kids – Behave Yourself
8 – Marina & The Diamonds – The Crown Jewels

Trabalhador do ano:
Josh Homme – O dono do Queens of the Stone Age produziu a grande parte das faixas do ótimo “Humbug”, terceiro e mais maduro do Arctic Monkeys. Depois, se uniu a Dave Grohl e John Paul Jones para formar uma das bandas do ano, o Them Crooked Vultures. Precisa mais?

Revelações do ano
Mundo:
The Xx
Dead Man’s Bones
The Phantom Band
Passion Pit

Brasil:
Lulina
André Paste
Banda Gentileza
Holger

Espírito Santo:
T.R.E.P.A.X.
cellardoor
JoeZee
F.U.E.L.

Melhor retorno inesperado:
Alice In Chains – confesso que criei essa categoria só por causa deles. A banda saiu do limbo em que entrou após a morte do vocalista Layne Staley com um disco surpreendentemente sensacional. Merece destaque.

Decepções do ano:
Joan As Police Woman – após um começo arrasador, um segundo álbum mediano e um terceiro, “Covers”, ainda mais falho. Uma pena.
Howling Bells – outra banda que prometia com um primeiro álbum excelente, mas escorregou feio na segunda tentativa.
M. Ward – após o She & Him, sua carreira solo ficou modorrenta demais.
Muse – Alguém ainda suporta o Muse tocando a mesma música há três discos?
Wolfmother – Após o fim oficial da banda, o vocalista chamou mais componentes e gravou esse disco anêmico. Era melhor ter ficado só na história.

Melhor show do ano:
Radiohead em São Paulo – Talvez não apenas do ano, mas da década, quem sabe de toda a vida. Um espetáculo audiovisual surreal.

Artistas improváveis:
Endah n’ Rehsa – Longe de mim querer ser desrespeitoso com o país, mas Endah n’ Rehsa são da Indonésia. Ok?
Ryan Goslin – um dos melhores atores desta nova geração, mas quem diria que seria um músico tão criativo?

Melhores filmes:
A Coluna B também vai ao cinema e se reserva o direito de escolher os 15 filmes que foram lançados ou vistos em 2009.
1 – Bastardos Inglórios
2 – Sinédoque Nova Iorque
3 – À Deriva
4 – O Lutador
5 – Up
6 – Dúvida
7 – Entre os Muros da Escola
8 – Arraste-me Para O Inferno
9 – Se Beber, Não Case
10 – Palavra (En)Cantada
11 – Deixe Ela Entrar
12 – JCVD
13 – 500 dias com ela
14 – Foi Apenas um Sonho
15 – Che

Novidade para 2010: Style-A-Holic

Para começar o ano direitinho, com alguma coisa nova, diferente do que rolou em 2009, uma boa notícia: passo a partir de agora a contribuir para o blog Style-A-Holic, comandado pelo camarada Dudu.

O blog, que é muito bacana, aponta suas principais armas para a moda, mas cabe ali também design, comportamento e cultura pop. Minha estreia foi falando da ótima Sleigh Bells, que surgiu no final do ano passado e já tá sendo bombada por aí. Dá uma sacada, e vamo que vamo que 2010 já começou.

Lucky! dia 19/11

festa_lucky

A LUCKY é alternativa. Nada contra o pop radiofônico que bomba na MTV todos os dias, mas tem hora que cansa. E é para esses momentos que a nova festa chegou. Música alternativa, novo rock, novo pop, novo e velho indie, o que importa aqui é que não há regras para seguir. Sim, a pista vai derreter, as pessoas vão dançar, mas não necessariamente com as faixas que estamos acostumados sempre. A ideia é não ter medo de mudar – e, se der SORTE, aquela música que você adora, mas que nunca toca nas festas, vai tocar aqui.

LUCKY!
Dia 19/11 (quinta-feira)
21h
Pin Up – Praia do Canto (na saída da ponte Ayrton Senna)
Entrada FREE – couvert $5 opcional

DJ residente: The Lebowskis
DJs convidados: Dani C., Rodorock


Os 10 discos da minha vida (on hold)

Essa semana, na terça, falei sobre uma lista sugerida pelo blog Pop Candy onde as pessoas elegiam os dez discos que levariam pra uma ilha deserta, para ouvir o resto da vida, até a morte chegar. Falei, falei, mas não coloquei os meus dez discos “preferidos” (as aspas aí servem pra mostrar que não há certeza alguma nesta lista, mas sim uma escolha mediante o desafio de listar esses dez discos).

É que, quando comecei a escrever a lista e os porquês dela ser o que é, percebi que dava uma boa pauta pra Coluna B. Então resolvi guardar o texto pra sábado que vem. =)

Mas isso não impede que você faça como o camarada Eduardo Salvalaio, que meteu nos comentários a listinha dele (foda, por sinal), a qual reproduzo agora.

Assim falou Eduardo:

De uma forma pensada ligeiramente (sem nenhuma ordem e tb não citei ano):

01 – Radiohead – Ok Computer
02 – Flotation Toy Warning – Bluffer’s Guide To The Flight Deck
03 – Tv On The Radio – Dear Science
04 – The National – Alligator
05 – Arcade Fire – Funeral
06 – The Knife – Silent Shout
07 – Kraftwerk – The Mix
08 – The Beatles – Revolver
09 – The Durutti Column – LC
10 – The Smiths – The Queen is Dead

Difícil, viu?!”

E você, tá a fim de aceitar o desafio?

Nirvana – MTV Unplugged
Radiohead – Ok Computer
The Decemberists – Picaresque
Los Hermanos – Ventura
Iron & Wine – Our Endless Numbered Days
Norah Jones – Feels Like Home
Chico Buarque – Perfil
Death Cab For Cutie – Transatlanticism
Lestics – Les Tics
Agnes Kain – Keep Walking Or I’ll Kill You
Sondre Lerche – Two Way Monologue
Coldplay – Parachutes
Regina Spektor – Begin to Hope
The Phantom Band – Checkmate Savage

Os 10 discos da sua vida

Pra quem adora listas, essa é capaz de ser chamada “a lista definitiva”, de certa maneira. Vi no bacana blog Pop Candy essa chamada para que todos façam uma lista dos 10 discos que você mais gosta na sua vida. Cara, né fácil não. Comecei a pensar aqui e cheguei a uns 3 com certeza, mas parei por impossibilidade real e natural de fazer isso em pouco tempo.

Mas pergunto a quem quiser: se você tivesse que escolher apenas 10 discos pra ouvir pelo resto da vida, quais seriam eles? Eu continuarei pensando e em breve trago aqui a minha lista.

Projeto Rain Down

Para quem não sabe, o resultado final do maravilhoso projeto Rain Down, desenvolvido na cara e na coragem pelo Andrews FG, já está disponível pra download. É coisa finíssima, de emocionar profundamente a quem esteve presente no último 22 de março à Chácara do Jockey, em São Paulo, para o maior show de um artista internacional na História do Brasil. Ver todo o show assim, pelos olhos do público, com as imagens tremidas, as mãos que passam voando pelo seu campo de visão, os gritos de êxtase dos espectadores ao seu lado, é a mais próxima experiência a ir ao show do Radiohead.

Aqui está o trailer.

Sério, alguém tem que canonizar esse Andrews. Talvez, apesar de toda a repercussão que esse trabalho tem gerado desde que começou, ele não tenha a noção de como as pessoas que viram o show se sentem ao assistir novamente tudo aquilo. Só posso agradecer.

O fim do Oasis?

Enquanto os brasileiros se preocupavam com a origem do nome da banda Móveis Coloniais de Acaju (que diferença faz se inventaram uma historinha pro nome? que saco!), o Noel Gallagher dava a seguinte notícia pelo site do Oasis:

“It’s with some sadness and great relief to tell you that I quit Oasis tonight. People will write and say what they like, but I simply could not go on working with Liam a day longer.
“Apologies to all the people who bought tickets for the shows in Paris, Konstanz and Milan.”

Noel Gallagher

Será mesmo o fim do Oasis? É, porque Oasis sem Noel não existe. Ele é o grande compositor da banda, além de ter a voz melhor que a do Liam – pra mim, um grande frontman de banda de rock, mas ao mesmo tempo um presepeiro de marca maior.

Pelo jeito, os dois irmãos donos da banda se desentenderam minutos antes de subir no palco do Rock in Seine, festival francês bacanudo. Alguns minutos depois, foi anunciado que eles não subiriam mais no palco e que o show estava definitivamente cancelado. Mais alguns poucos minutos e chega via site do Oasis essa declaração do Noel. Que triste.

Agora, esperemos os próximos capítulos dessa novela, transmitida ao vivo via Twitter.