Coluna B, dia 09/10

Maximum Balloon, o Spin-off do ano

Todo mundo sabe, ou deveria saber, o que significa spin-off. É uma expressão em inglês usada para definir uma coisa que vem de outra já estabelecida, maior. Fala-se muito disso em séries de TV (exemplo: a série “Joey” era um spin-off de “Friends”, sacou?), mas agora a história veio parar diretamente na música com o Maximum Balloon, novo projeto do guitarrista do TV on the Radio, Dave Sitek, e seu excelente disco de mesmo nome.

Fosse mesmo uma série, este spin-off de sucesso contaria a história de um talentoso guitarrista, que com o tempo se mostrou um produtor sensacional – não á toa, esteve por trás de todos os discos do Yeah Yeah Yeahs, da estreia de Foals, Holly Miranda, Liars e até da Scarlett Johnasson, além dos discos do próprio TV on the Radio – e resolveu lançar um disco demonstrando toda essa habilidade musical sem a pressão que por ventura sofreria no dia a dia com sua banda de origem. E aí, mais tranquilo e dando as cartas como bem entende, o músico tiraria das caixas de som um dos álbuns mais bacanas desse ano, convocando grandes artistas para fazerem participações especialíssimas nas dez faixas de “Maximum Balloon”. Não é uma bela história?

Colocando a cabeça para funcionar, Sitek lança mão de suas armas que povoam as canções do TVOTR e se permite viajar em arranjos pouco comuns, engatando uma quinta quando o assunto é fazer bases cheias de balanço para vozes que dominam o cenário musical americano. Abrir com a incrível “Groove Me”, música funkeada que entra forte na briga pelo posto de canção do ano, é dar um passo de campeão. Com a voz dominadora de Theophilus London, a nova sensação da música negra americana, a faixa é poderosa, funciona em casa, na pista, no carro, no céu e até no inferno. Ao lado de Holly Miranda em “The Lesson”, Sitek joga confetes para o trip hop e mete tons angelicais por toda canção. Seus companheiros de TVOTR também participam da festa. Tunde Adebimpe canta a ótima “Absence of Light”, que poderia muito bem ter saído do último disco da banda deles, “Dear Science”, enquanto Kyp Malone empresta sua voz tão característica à quebrada “Shakedown”, um soul totalmente anacrônico.

O time é fechado por uma turma de respeito. A voz sempre clássica de David Byrne está em “Apartment Wrestling”, fortemente influenciada pelos anos 80, desde a forma de cantar até às bases eletrônicas; Katrina Ford, figurinha fácil nos discos da banda de Sitek, volta a empunhar o microfone na empolgante “Young Love”, segunda faixa do disco, e uma das que funcionam bem para pistas de dança; Karen O, pupila do homem forte do Maximum Balloon em todas as produções do cara para o YYYs, também se apresenta ao mestre para colocar sua inegável vibração na faixa “Communion”. Yukimi Nagano e seu Little Dragon ajudam o guitarrista a construir a sólida “If You Return”, de memorável refrão, enquanto Aku Orraca-Tetteh, do Dragons of Zynth (outra banda produzida por Sitek, em 2007), assume os vocais da bela pancada “Tiger”, primeiro single do disco, com direito a videoclipe e tudo mais, e Ambrosia Parsley fecha a conta dando um show com sua voz doce em “Pink Bricks”, uma balada tão bonita quanto esquisita, como é de praxe de Sitek.

Do começo ao fim, “Maximum Balloon” acerta no tom da mistura de rock sujo, eletrônico inspirado e um robusto soul, enfiando grandes peças vocais onde elas realmente merecem estar. Ainda assim, não dá pra dizer que é um disco que supera os álbuns da banda principal de seu criador. Melhor assim. Um bom spin-off, por melhor que seja, não foi feito para desbancar o seu originário, e sim para somar na história geral.

Notinhas

SWU: chegou a hora

A Coluna B desta semana já está sendo fechada diretamente de São Paulo, onde se prepara para começar hoje os trabalhos no festival SWU (e aproveitou para acompanhar na última quarta o show metade bem bom, metade vergonha alheia do Bon Jovi – pelo menos a banda ainda tem fôlego para mandar seus hits eternos em plena forma). Queens of the Stone Age, The Mars Volta, Rage Against the Machine, Los Hermanos, Regina Spektor, Kings of Leon, Pixies, Mutantes, Incubus. CSS, Tiësto, Yo La Tengo, Dave Matthews Band, The Twelves, The Apples In Stereo, Josh Rouse, Mallu Magalhães, Cidadão Instigado, Otto, Autoramas, Mombojó, Tulipa Ruiz, Letuce, Macaco Bong, Lucas Santtana e mais algumas dezenas de atrações. São quatorze horas de música, em cada um dos três dias de festival. Tudo isso você vai ficar sabendo sábado que vem, em uma coluna mais do que especial.

Várias

Tristeza indie em Minas Gerais. O show do suo francês Air, que aconteceria em Belo Horizonte dia 15 de outubro, foi cancelado porque quase ninguém quis comprar os ingressos antecipadamente. Agora, a banda toca apenas em São Paulo, Rio e Porto Alegre. /// A Banda Gentileza andou tocando em shows duas músicas novas, bem boas, mas já deu um certo banho de água fria na galera. Segundo Heitor, frontman, avisou que só tem disco novo em 2012. /// Cat Power se prepara para trazer à tona mais um álbum. Agora não apenas como cantora: Chan Marshall avisou que vai tocar todos os instrumentos no seu novo disco. Só falta uma data de lançamento, né, gata? /// Após as fraquíssimas vendas (e críticas também, diga-se de passagem) de “Congratulations”, último disco do MGMT, a dupla reclama que a gravadora não está dando liberdade criativa ao grupo para o terceiro disco. Alguém acha isso estranho? Eu. não. /// Se você estava doido para ouvir o novo disco do Death Cab For Cutie, assim como eu, pode sentar e esperar. Segundo Chris Walla, guitarrista da banda, ainda falta muito trabalho para que o álbum veja a luz do dia.

Todo mundo tem que ouvir

Ele está de volta. O grande, o inimitável, o absoluto, o gênio louco, Sufjan Stevens. Após abandonar seu projeto de fazer um disco sobre cada estado dos EUA (cinquenta discos? Ok, Sufjan, senta lá), o músico saiu-se com “The Age of Adz”, bela peça musical cheia de suas famosas viagens sonoras. Audição obrigatória.

Playlist

I Am Arrows – The Us
Lestics – Elevação
Kings of Leon – Pony Up
Aberfeldy – In Denial
Kaki King – Death Head
Ben Folds with Nick Hornby – Doc Pomus
Engineers – Nach House
Avassaladores x MSTRKRFT – Sou Foda x Heartbreaker (André Paste Mashup)
Holly Miranda – Forest Green, Oh Forest Green
Sub Luna – When We Did Rejoice

Anúncios

Um comentário sobre “Coluna B, dia 09/10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s