Coluna B, dia 5/06

O pop que vale a pena

No meio da enxurrada de bandas pop que se acotovelam diariamente por um minutinho da sua atenção, existem as que merecem muito mais do que parcos sessenta segundos – ou, vá lá, básicos três minutos e meio que uma boa canção pop pode ter. Algumas delas, por um motivo ou outro, acabam demorando para aparecer aqui na coluna e se tornam lacunas a serem preenchidas. Hoje, vamos conhecer dois discos que entram facilmente neste rol de álbuns pop que valem cada segundo de suas durações.

Kyte – Dead Waves
Sabe essas pessoas que você conhece, olha para a cara dela e pensa, “você não tem cara de ter o nome que tem”? Pois também existem bandas que possuem nomes que não combinam em nada com o som que fazem. Este, definitivamente, não é o caso deste grupo inglês de ambient pop, Kyte. Tudo bem que a grafia correta da palavra inglesa equivalente a “pipa” é kite, com “i”, mas a intenção de mostrar o clima de suas canções já a partir do nome, mesmo com o pequeno disfarce do “y”, é corretíssima e caiu muito bem. Em seu segundo álbum, o saboroso “Dead Waves”, o Kyte nos leva a fazer o que uma boa pipa é capaz: flutuar. Com um pop eletrônico bem recortado, a banda se desfaz em canções leves, que automaticamente nos transportam para lugares em que viajamos ao sabor dos ventos.

Vindo da fria Leicestershire, o grupo se deixa tocar por uma brisa doce que traz influências de New Order e Sigur Rós, se entrega à grandiosidade e energia contida de bandas como Snow Patrol, e sopram tudo isso para um ambiente de programações eletrônicas e melodias cuidadosas. Em “Dead Waves”, a melancolia da voz quase sussurrada de Nick Moon voa a céu aberto em belas faixas como “Ihnfsa”, “Strangest Words and Pictures”, “Each Life Critical” e “The Smoke Saves Lives”, recebendo lá em cima a companhia dos teclados, beats elegantes e discretos riffs de guitarra que a banda  transforma em arranjos emocionantes. Esteja onde estiver, escutar Kyte é como fazer uma viagem e observar o mundo todo lá de cima, sentindo as nuvens se desmancharem no nosso rosto. Taí uma banda que não poderia ter um nome mais perfeito.

The New Pornographers – Together
Para aqueles que dizem que o pop anda precisando de um sopro de renovação, uma resposta-padrão é a banda canadense The New Pornographers. Os chatos de plantão não precisam de mais que três musquinhas para se render ao estilo divertido-adocicado-bagunçado produzido pelos oito malucos que se unem sob esse belo e esquisito nome. Como há de ser quando falamos de canadenses, estão na formação artistas de carreiras consolidadas, integrantes de outras bandas e até de outros segmentos artísticos. Exemplo: Neko Case e A. C. Newman se dão bem em carreiras-solo; Dan Bejar faz parte do Destroyer e do Swan Lake; Blaine Thurier é cineasta. E, juntos, conseguem a proeza de dar ao pop uma cara mais rebelde com discos como “Together”, quinto da carreira do New Pornographers.

É desse mundo maluco, onde o pop manda e desmanda, que músicas como “Your Hands (Together)”, frenética e abilolada como poucas sabem ser, surge como grande faixa do disco. Cabem, ao lado dela, semi-baladas como “We End Up Together” e “My Shepard”, canções “mãos pra cima” como “A Bite Out Of My Bed” e “Moves”, faixas que buscam sentimentos perdidos como “If You See My Mirrors” e “Up in the Dark”. E a participação especialíssima de gente do calibre de Zach Condon (Beirut), Annie Clark (St. Vincent) e Will Sheff (Okkervil River), além de integrantes da seção de metais de Sharon Jones & The Dap-Kings, confirma a sagacidade desse povo todo. Se você também acha que a música pop precisa se refrescar, é melhor tomar um belo gole de “Together” e deixar o New Pornographers embebedar a sua vida.

Notinhas

A Levi’s é pop
Parece matéria paga, mas não é. O fato é que a marca de roupas Levi’s anda apostando forte na música. Aqui no Brasil, entre outras ações, ganha destaque o já comentado aqui Levi’s Music, concurso envolvendo cinco bandas nacionais (Stellabella, Stop Play Moon, Nevilton, Sweet Fanny Adams e a nossa querida Zémaria, que está quase alcançando o primeiro lugar – vote você também em http://www.levismusic.com.br). Lá fora, o que faz barulho é a Levi’s Pioneer Sessions, série que traz bandas contemporâneas tocando covers antigos e colocados para download gratuito. Vá em http://www.levispioneersessions.com e ouça os imperdíveis She & Him, The Shins, The Roots, The Swell Season e Dirty Projectors, entre outros, dando novas cores a clássicos das antigas. Vale perder alguns minutos por lá.

Várias
A nova banda falada para tocar no Brasil é o Smashing Pumpkins. Bily Corgan andou dando pistas no twitter que deve vir pra cá muito em breve. /// Demorou, e muito, mas finalmente Nina Becker vai soltar sua bela voz em disco. Jogando sozinha agora, a cantora lança dois discos em junho: “Azul” e “Vermelho”, prometidos há anos, vão ver a luz do sol. O MySpace da moça (www.myspace.com/ninabecker) traz alguns aperitivos do que virá. Essa é da boa. /// O pai da cantora Amy Winehouse deu com a língua nos dentes e colocou uma pulguinha atrás da orelha de quem curte a loucona: ano que vem deve ver o lançamento do terceiro disco da inglesa. Isso se ela estiver viva até lá. /// Cee-Lo, uma das metades do Gnarls Brakley e grande cantor, vai lançar disco solo e colocou seu ótimo primeiro single, “Georgia”, para ser escutado na internet. A Coluna B aprovou.

Todo mundo tem que ouvir
Sensacional nos anos 90, os britânicos do Teenage Fanclub não seguiram como um grupo prolífico na atual década. Mas “Shadows”, primeiro trabalho inédito da banda desde 2005, é uma deliciosa prova de que não se perde facilmente a habilidade em construir grandes canções.

Playlist
Pomplamoose – Nature Boy
Twin Sister – The Other Side of Your Face
Tracey Thorn – You Are A Lover
The Black Keys – Never Give You Up
Stars – Fixed
Girls – Laura
Karen Elson – Pretty Babies
The Golden Filter – Memorial Day
The Drums – Forever and Ever Amen
Charlotte Gainsbourg – Time of the Assassins

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s