Coluna B, dia 27/03

Diversão, é solução sim!

Não tem boca, amigo: o Franz Ferdinand tem, sem dúvida alguma, o show mais divertido da atualidade. Não há comparação com nenhum grupo recente, e olha que tem gente boa o bastante por aí fazendo shows fantásticos.Sem querer me gabar nem nada, mas já assisti ao vivo grandes apresentações de bandas que desabrocharam neste milênio, como The Rapture, Bloc Party, Foals, Kaiser Chiefs, Arctic Monkeys, Hot Chip, Datarock, Gogol Bordello, The Killers, MGMT, Interpol, Kasabian, Animal Collective, Cansei de Ser Sexy, Little Joy, entre outras, e apenas o Arcade Fire, um show inesquecível visto em 2005, consegue chegar perto do que Alex Kapranos e sua turma fazem em cima do palco.

No meu segundo encontro com os escoceses, sexta passada (dia 19 de março), no Rio de Janeiro – já tinha visto os caras em São Paulo, em 2006 -, posso comparar a incrível sintonia entre banda e público apenas com as mais concorridas apresentações dos Los Hermanos no auge da carreira – mas, pra nossa sorte, tirando a parte dos fãs chatos, claro. Um campo magnético se formou dentro da Fundição Progresso, englobando palco, pista, arquibancadas e o que mais coubesse naquele ambiente. A energia que vinha do palco era tamanha que dava pra esquecer até a cerveja quente que repousava nas mãos.

Hipnotizado, as cinco mil pessoas que lotaram o espaço respondiam a cada chamado do vocalista Kapranos, aniversariante do dia (38 anos, com visual de 20). E a empolgação era visível não apenas na platéia, mas principalmente em cima do palco. É óbvio e evidente que o Franz Ferdinand tem uma relação especial com o Brasil. É claro que, em entrevistas, todo artista se derrete pelo lugar onde vai tocar (e a gente acredita sempre), mas neste caso não é preciso palavras para descrever como a curtição de banda e público se juntam em uma só onda sonora inebriante. É mão pra cá e mão pra lá, gritos de guerra, refrões cantados aos berros, palmas tão empolgadas que nem se percebe a falta de coordenação motora. É gente feliz de verdade, nem que seja apenas por aqueles preciosos minutos.

A troca de sorrisos reluzentes entre quem está no palco e quem está na pista denuncia que ali fica difícil saber quem está se divertindo mais. Não tem como não ser assim. Faixas como “Michael”, “Do You Want To”, “This Fire” e “Matineé” fizeram as estruturas da Fundição balançarem de verdade. As músicas de “Tonight”, terceiro e mais recente disco do quarteto, couberam como uma luva no empolgante repertório do show. “No You Girls” e “Ulysses” foram cantadas de cabo a rabo, “Can’t Stop Feeling” e “Bite Hard” deixaram todo mundo tontos, “What She Came For” foi fenomenal. O saudável abuso de sintetizadores e teclados mostra que a herança que o terceiro disco deixou para o grupo vai ser muito bem aproveitada. Até algumas faixas mais antigas receberam o tratamento eletrônico devido.

Entre os momentos que vão ficar na história, é impossível retirar o hino máximo do indie rock anos 00, “Take Me Out”, que foi cantada, marcada com palmas e com batidas de pé por cada um dos presentes. Também foi de tirar o fôlego a surpreendente versão para a sensacional “All My Friends”, outro hino dos tempos atuais, desta vez do LCD Soundsystem. O longo e frenético solo de bateria dos quatro integrantes (sim, os quatro batucando juntos) ao final de “Outsiders” vai ficar na memória eternamente, bem como o final catártico de “Lucid Dreams”, com aquele caminhão de sintetizadores fazendo do show de rock uma rave doentia. Tudo isso, cada momento, foi feito apenas para que eles e nós pudéssemos estampar sorrisos irracionais e instintivos ao final da apresentação. Uns dizem que é rock, outros que é pop, alguns chamam de indie. Mas, para mim, o negócio do Franz Ferdinand tem apenas um nome: diversão.

Notinhas

Várias
Para engrossar o caldo de shows internacionais no Brasil, uma das opções do cardápio é Beck. O polivalente músico pode tocar no país em julho. Mas ainda não há nada confirmado. /// E aí, já ouviu “Congratulations”, novo do MGMT, que caiu na internet essa semana? Não? Nem eu. E confesso que estou com certo medo de fazê-lo. Pelas três faixas que escutei até agora, não deu pra animar. /// O Foals, pelo contrário, empolga mais a cada faixa que libera. Até o momento, “Spanish Sahara” e “This Orient” já saíram com clipe e tudo, e é difícil dizer qual das duas é melhor. É fato, sim, que para “Total Life Forever” o Foals mudou muita coisa de seu som. Pelo jeito, para melhor. /// Outro que está em vias de lançar material inédito é o Gogol Bordello, que manda para as ruas “Trans-Continental Hustle” agora em abril. Fique de olho no download.

Phoenix ao vivo
A banda que lançou um dos discos mais sensacionais do ano passado acaba de liberar, de graça mesmo, sem precisar pagar nada, um álbum de oito faixas gravadas ao vivo em Sidney, na Austrália. Quem conhece a banda sabe que está aí um download imperdível. Não é à toa que eu trago até o link para vocês: http://www.wearephoenix.com/observer/

Todo mundo tem que ouvir
Sério mesmo, vinte e sete músicas? Precisa de tudo isso? Precisa, já que o projeto do I’m From Barcelona é ter uma faixa pra cada integrante, e tem vinte e sete pessoas na banda. A parte boa é que, dentro dessa variedade toda, tem lugar pra diversos estilos musicais. Procure o disco “27 From Barcelona”, tire um tempo e ouça.

Playlist
MGMT – Brian Eno
Greg Laswell – Come Clean
Delorean – Stay Close
Emma Pollock – Nine Lives
Black Rebel Motorcycle Club – War Machine
I’m From Barcelona – Zapatista
Arctic Monkeys – My Propeller
Laura Marling – Rambling Man
Magic Man – Polygons
She & Him – Don’t Look Back

Anúncios

Um comentário sobre “Coluna B, dia 27/03

  1. E a inveja me consome…
    Sempre tive uma relação de amor com a fundição.
    Mas dessa vez tô ressentida com a fundição e com inveja de você.
    Queria muito ter ido. Sofri e o rapha riu de mim.

    :-)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s