Coluna B, dia 16/01

Música de cinema

Música não é apenas onda sonora. Uma simples canção é capaz de suscitar as mais diversas imagens, sensações, sentimentos. Por trás de uma composição há sempre alguém, uma vontade, um desejo, uma motivação. Música também é cena, é acontecimento, é trilha sonora pra uma vida que a gente vive todos os dias, do jeito que vem, do jeito que dá. E esta talvez seja a grande curtição de escutar música: senti-la toda, do início ao fim, deixar que ela te contamine, te envolva, que crie na sua mente histórias, passagens, cenários, imagens – tenha a ver ou não com o que a letra fala, o importante é o que ela desperta em cada um.

Música é cinema, principalmente quando feita com qualidade e carinho. Daqueles filmes que a gente vê e revê, com nossos atores prediletos, dirigido pelas nossas mentes inebriadas, alimentado por notas, batidas e ritmos que saem das caixinhas de som e tomam o mundo, no melhor estilo Flautista de Hamelin. A cada vez que damos play na mesma canção, o mesmo filme, ou até outros diversos, é projetado na nossa imaginação com direito a tecnologia 3D, lembrança de cheiros, sabores e outras brincadeiras sensoriais. Música é muito mais do que música.

O filme que se passa na minha cabeça quando escuto “The Courage of Others”, do Midlake, é sempre grandioso. Vem à mente tomadas aéreas gigantescas em locais lindos de morrer, descampados enormes que ganham vida própria quando vistos lá de cima. Vez ou outra, as paisagens se tornam algo escurecidas quando são enclausuradas por um vertiginoso conjunto de nuvens pesadas, prontas para inserir neste cenário a beleza das chuvas torrenciais. Lá embaixo, pessoas correm de um lado para o outro buscando abrigo, fugindo dos grossos pingos d’água que lembram mísseis teleguiados em busca de seu paradeiro.

Este filme esquisito e espacial é despertado pelo terceiro álbum de estúdio da banda do Texas, Estados Unidos. O Midlake foi responsável por um dos discos mais bonitos dos últimos anos, “The Trials of Van Occupanther”, lançado em 2006, e que trazia as lindíssimas “Roscoe” e “Head Home” embaladas para presente. Quatro anos depois, o grupo volta a colocar à prova o seu trabalho. O som do Midlake é cheio, completo, robusto, com melodias absolutamente lindas, a voz portentosa de Tim Smith sempre elegante e apaziguada, e aqui em “The Courage Of Others” as onze faixas são exatamente assim: belas, levemente psicodélicas, com arranjos tão bem equilibrados e produzidos que fica simplesmente impossível não criar imagens com o que se ouve.

E essas imagens, variadas, mudam sempre. “Winter Dies”, por exemplo, me traz uma luta de espadas em câmera lenta. Vê-se sangue, poeira e capim seco voando como pequenas fadas do mal entre os encontros das lâminas. A linda “Fortune”, com seu dedilhado delicado, me leva diretamente a uma praia deserta e congelante. Vista do alto, uma mulher caminha enrolada em camadas e mais camadas de mantas e edredons, protegendo-se do frio e da humilhação de ter sido traída pelo seu grande amor. A dolorida “Bring Down” é lágrima pura, mas de alegria: sentado em um cume, observando a grandeza do mundo que o cerca, o velho chora a sorte de ter uma família que nunca se esquece dele. E assim se segue o filme que eu criei ao ouvir “The Courage Of Others”, usando como matéria-prima os sentimentos que esse belo disco do Midlake, que sairá oficialmente em fevereiro, me transmite. Ouça-o e faça você o seu próprio filme.

Notinhas

Udora em Vitória + Rocket Festival
Na semana passada, disse aqui que o show do Udora seria dia 15. E seria, mesmo, mas mudou, e vai ser amanhã, domingão, dentro do Rocket Festival, organizado pela Antimofo. O evento acontece em dois dias e vai contar também com Viva Las Vesgas, Valvulla (ambos hoje, a partir das 21h), Supercombo, a estreia da Blue Dogs e diversos DJs de rock, entre eles eu e meu companheiro Merçon com o The Lebowskis (no domingo, a partir das 16h). A balada rola no Teacher’s Pub. Chega lá.

Várias
E o Jay Reatard morreu, aos 29 anos. Credo, e eu fiz 29 anos ontem. Vá em paz. /// Quem viu, viu. James Murphy, a mente por trás do sensacional LCD Soundsystem, disse à NME que vai parar de fazer turnês. E mais: o novaiorquino ainda disse que o esperadíssimo próximo álbum deve ser o último sob o nome LCD Soundsystem. Será mesmo? /// Julian Casablancas andou dizendo por aí que o Strokes tem trabalhado em um novo álbum dia e noite. Segundo o vocalista da banda, o disco sai em 2010 nem que a vaca tussa. Oi? /// Quem também prepara disco novo é a sumidinha Joanna Newsom. A cantora lançou a notícia para alguns sites estrangeiros confirmando que “Have One On Me” sai oficialmente no dia 23 de fevereiro.

Todo mundo tem que ouvir
Quem fica sabendo que Romulo Fróes lançou “No Chão Sem O Chão”, um disco duplo em 2009, acha que o cantor de 38 anos vive na contramão do mundo. E não está lá muito errado.
Só vivendo assim para se alcançar um nível artístico tão apurado. Um dos mais ousados e belos discos lançados no Brasil nos últimos tempos. Indispensável.

Playlist
Sondre Lerche – Bluish (Animal Collective cover)
Bad Religion – 10 in 2010
Bruno Morais – Planos
The Knife – Colouring of Pigeons
Golden Filter – The Hardest Button to Button (The White Stripes cover)
The Name – Can You Dance, Boy
Cold War Kids – Audience of One
Yeasayer – I Remember
Karen O and the Kids – Building All the Love
Broken Bells – The Ghost Inside

Anúncios

Um comentário sobre “Coluna B, dia 16/01

  1. Muito bem argumentada Bruno essa relação entre a música e o que ela nos faz sentir. Enquanto lia su coluna,imaginei por um segundo eterno a hipótese de não poder escutar,pensei em como isso seria doloroso,não escutar uma música, ou seja, viver sem trilha sonora. Escutei com muita atenção o som do Midlake, lembrei-me da cultura celta e da beleza fria dos países nórdicos, um som épico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s