Coluna B, dia 09/01

Duas pra dois mil e dez

Enfim, 2010 começou. Na verdade, já faz mais de uma semana que o ano deu a largada, mas a Coluna B estava muito ocupada fazendo dezenas de listas e baixando os discos deste ano que ainda nem tiveram tempo de ser lançados, mas já estão em tudo quanto é canto da internet. Para nossa sorte, tem é disco bom nesta nova safra. Grandes trabalhos de bandas que surgiram há alguns anos e estão retornando com novas canções, outros de artistas experientes que deram uma sumida nos últimos tempos, ou estreias aguardadíssimas que finalmente veem a luz do dia (e da noite).

Para começar esse desfile de novas atrações, chamo ao palco dois álbuns que têm lançamento marcado para muito em breve e prometem fazer um bocado de barulho. Não por acaso, são duas bandas do famoso bairro Brooklyn, de Nova Iorque, que se destacaram nos últimos dois anos utilizando a música africana como referência mas escapolem suavemente deste caminho na segunda bolachinha de cada um. São eles “Odd Blood”, do Yeasayer, e “Contra”, do Vampire Weekend. Se você ainda não baixou, vai que dá.
Outra coincidência: ambas lançaram singles em dezembro. “Ambling Alp”, primeira faixa a surgir do Yeasayer, chegou a ser incluída em listas de melhores músicas de 2009 – e com méritos, mas a Coluna B preferiu considerá-la uma faixa de 2010. Já os vampiros de fim de semana nos deram “Horchata”, faixa boa, mas nada demais, e que nem fica entre as melhores do disco novo.

Um grande poço de sons diferentes. Assim é o Yeasayer, acostumado a ser visto como imprevisível. Em “Odd Blood”, essa estampa continua intacta, ou mais que isso: é aprimorada. A banda, que não nega sua paixão pelo eletrônico e pelos truques de produção, deu mais peso ao som psicodélico que pratica. “Mondegreen”, um dos destaques do disco, mostra como se faz uma música de pegada marcante e viagens sonoras mantendo sua veia pop. Após a abertura com a esquisitona “The Children”, onde os efeitos na voz de Keating o fazem parecer a Fever Ray, os versos de “Ambling Alp” e “Madder Red” são de facílima assimilação. “ONE” e “Love Me Girl” são músicas pra arrebentar em uma pista menos ortodoxa, trabalhadas nos detalhes, com o vocal saboroso passeando suavemente por toda a brisa eletrônica que cai por cima dos arranjos. O experimentalismo de “Strange Reunions” se debate ao redor da empolgante “Rome”, que cata um pouquinho da empolgação do rock dos anos 60 para se transformar em algo completamente diferente. Mas talvez a grande canção de “Odd Blood” seja a bela e psicodélica “I Remember”. Ou talvez não haja uma melhor que a outra neste fantástico disco.

Já o Vampire Weekend parece ter limpado um pouco da batucada de seu som em “Contra”. É como se pegassem as músicas e retirassem algumas camadas, principalmente as percussões (elas ainda estão lá, como se pode notar em “California English”, que também traz vocal com auto-tune, mas cada vez mais discretas). O ska misturado com indie rock continua fazendo a cabeça da banda, apesar de tudo. É notável o uso de novas instrumentações, com mais teclados e o uso de cordas, como é fácil perceber em “Taxi Cab”. E a explosão de ritmos também aparece novamente, em especial na deliciosa (e quase axé) “Cousins”, com sua bateria alucinada e arranjos frenéticos de guitarra – parece que o vocalista e compositor Ezra Koenig e seus amigos andaram escutando guitarrada, ou Robertinho do Recife. Os maiores exemplos de que “Contra” é um disco bem diferente do primeiro lançamento da banda são “Giving Up the Gun”, que fica próxima do Death Cab For Cutie, e “I Think Ur A Contra”, apenas cordas e vozes arrastando o disco para um final melancólico.

Notinhas

Várias
No final do ano passado, pra quem não sabe, morreu o músico Vic Chesnutt, aos 45 anos. O último trabalho de destaque do americano foi a dupla participação no álbum “Dark Night of the Soul”, de Danger Mouse e Sparklehorse. /// O Pearl Jam entrou de vez na era do twitter Além de fazer diversas promoções de divulgação do disco “Backspacer” por lá, agora os caras estão dando a faixa “Just Breathe” ao vivo, em troca de um retweet. A banda, que sempre foi ligada à internet, continua inovando (se não mais em seu som, pelo menos nas promoções). /// E o Mickey Gang, acabou mesmo? Uma pena, a molecada tinha futuro. Há muitas versões sobre o fim da banda correndo aqui em Vitória, umas com brigas, outras com muito dinheiro rolando, mas os caras afirmaram pra MTV que querem voltar a estudar. A gente torce para que um dia eles voltem, né?

Shows no Brasil – 1º semestre
Até agora, confirmado, com datas e tudo mais, estão: Guns N’ Roses – Brasília (07/03), BH (10/03), Sampa (13/03), Rio (14/03) e Porto Alegre (16/03); Coldplay e Bat For Lashes, agora reforçados pelo ótimo grupo cuiabano Vanguart – Rio (28/02) e Sâo Paulo (02/03); Beyoncé – Floripa (04/02), São Paulo (06/02), Rio (07/02) e Salvador (10/02); Franz Ferdinand – Porto Alegre (18/03), Rio (19/03), Brasília (21/03) e Sampa (23/03); Gossip – BH (12/03), São Paulo (19/03), e ainda shows em Brasília e no Rio, sem local e data confirmados. A confirmar, Lady GaGa, U2 e mais um monte de gente. Assim que a coluna tiver mais informações, elas estarão aqui.

Enquanto isso, em Vitória…
..o Udora volta a fazer show na praça. A banda toca no dia 15 de janeiro, muito provavelmente no Teacher’s Pub. (a data mudou para o dia 17 de janeiro, domingo, dentro do Rocket Festival, e quem “abre” para a banda mineira é este que vos fala, com o duo de DJs The Lebowskis)

Todo mundo tem que ouvir
Devagar vou descobrindo o que perdi em 2009. A primeira é a ótima Sleigh Bells, dupla novaiorquina que lançou um EP homônimo e colocou muita gente pra dançar no ano passado.
Formado por Derek Miller, veterano do hardcore, e Alexis Krauss, ex-cantora de banda teen pop e professora escolar, o duo une barulho e melodias pop como poucos. Vale ouvir.

Playlist
Retribution Gospel Choir – Bless Us All
Los Campesinos! – There Are Listed Buildings
Laura Veirs – Carol Kaye
Romulo Fróes – Destroço
Everything Everything – My Keys, Your Boyfriend
Midlake – Acts of Men
Mallu Magalhães – Bee On The Grass
Grizzly Bear – Dory
Beach House – 10 Mile Stereo
Black Kids – Look At Me (When I Rock Wichoo)

Anúncios

Um comentário sobre “Coluna B, dia 09/01

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s