Coluna B, dia 14/11

Atrasada, mas honesta. =)

Do pop ao caos

.
Doçura. Torpor. Olhos fechados. Sobrancelhas enrugadas. Sorrisos. Gritos. É com muita malícia que melodias assoviáveis e guitarras barulhentas se unem em torno de um só objetivo: cativar o ouvinte e trazê-lo para um universo onde todas essas coisas citadas anteriormente fazem um enorme sentido juntas.

Existem bandas que são especialistas em unir o rasgado de um riff cheio de fuzz com o fraseado temperado de um teclado. Tome, por obséquio, o exemplo dos dinamarqueses Sharin Foo e Sune Rose Wagner, que formam com muita desenvoltura o duo The Raveonettes. Seu mais novo disco, “In and Out of Control”, é uma viagem cosmopolita em torno de ausência e presença – no caso, de barulho. O casal mistura de maneira sensacional toques de pop, daqueles de dar inveja aos mais radiofônicos grupos do mainstream, a rajadas de barulho que fazem o Jesus and Mary Chain agradecer aos céus. E olha que isso não é pouco.

Em “In and Out of Control”, quinto disco do Raveonettes, tudo começa com a inacreditável “Bang!”, tão grudenta que é capaz de corromper para sempre a sua noção de música pop. “Suicide”, uma maravilha de fazer balançar a cabeça de um lado pro outro, e “Last Dance”, de irresistíveis teclados e refrão para se colocar em uma moldura, fazem com que essa vertente se escancare a ponto de engolir o incauto ouvinte. A barulheira fica por conta de “Heart of Stone” e “Boys Who Hape (Should All Be Destroyed)”, com ruídos permanentes cobrindo a fofura de suas melodias, e principalmente “Break Up Girls!”, que já se inicia com a faca na garganta, disparando uma metralhadora sonora de distorções para derrubar qualquer barreira – e o faz de forma quase poética. Há também a climática “D.R.U.G.S.”, com o potente jeitão anos 80 que faz do Raveonettes, e desse excelente “In and Out of Control”, algo para ser seriamente respeitado.

Por falar em doçura casada com barulheira, quem chega no mercado com disco novo é o esquisito e delicioso Friska Viljor. Esses dois suecos com cara de malucos, e músicas idem, já estão em seu terceiro álbum e trazem com este “For New Beginnings”, desculpe se estou sendo repetitivo, um verdadeiro recomeço. Após o não muito bem sucedido “Tour de Hearts” (2008), que não esteve à altura da ótima estreia, “Bravo” (2006), Daniel Johansson e Joakim Sveningsson retomaram o caminho tortuoso das belas composições e deram um tom mais folk ao som do Friska Viljor – sem perder o tino barulhento que lhes é peculiar desde sempre. Ah, claro, é preciso mencionar também que o disco foi gravado após ambos terem tomado fora de suas namoradas. Quem curte recomeços?

Fofices como “Die Die Die” (sim, apesar da letra algo raivosa, é uma música fofa), “Sunny Day” e “If I Die Now” ganham contornos quase surreais com as vozes inconfundíveis dos suecos e o violão que parece sempre tomar o tom certo para si sem dificuldade alguma. Enquanto “Hey You” busca inspiração nos barulhos clássicos do leste europeu para construir uma das mais divertidas faixas do disco (muito sopro, metais e cordas para quem quer ficar feliz num sábado à tarde), “I Want You” prefere pegar a melancolia do acordeon e casá-la aos timbres estranhos e belos tão usuais do Friska Viljor. “Lakes of Steep” passeia pelas guitarras para fugir um pouco da rotina, transformando-se na mais pop das canções de “For New Beginnings”. Para finalizar a análise, “Manwhore” ganha o prêmio de “melhor canção de coração quebrado e arrependido” desta temporada, com sua levada chorosa, ainda que ruidosa, e a letra que quase parte o coração. Aliás, nada mais emblemático para fechar esta coluna que une o doce ao amargo: a verdade agridoce de um arrependimento. Existe algo mais pop e caótico do que isso?

.

Notinhas

.

Metallica e quem?
Os shows do Metallica no país ficam cada dia mais claros. A última notícia, via blog Popload, é que a velha grande banda de metal toca em Janeiro, e a possibilidade de uma abertura da imensa Alice in Chains está de pé. Eu iria pelo Alice In Chains, mal aê.

.

Novidades musicais
Duas bandas dessas de se ouvir sempre estão anunciando novidades. Primeiro foi o Yeasayer, que colocou na web algumas faixas (muito boas, aliás) de “Odd Blood”, segundo disco da carreira dos novaiorquinos. O álbum tem lançamento marcado para janeiro. O outro é o sempre interessante Hot Chip, que anunciou “One Night Stand”, disco novo, para fevereiro. E liberou na net a ótima faixa “Take It In”, que vale a pena ser procurada e escutada. Ah, e não esqueçam o disco novo da Norah Jones, “The Fall”, uma belezinha que em breve será assunto aqui na coluna e que já está nos melhores blogs de mp3 do mercado.

.
O fim de semana passado
E sobre o fim de semana de festivais, em São Paulo, parece que a coisa foi mais ou menos assim: no Planeta Terra, gatinhas e gatões passeavam nos brinquedos do Playcenter ao som de trilha sonora feita ao vivo, enquanto no Maquinaria a diversão estava mesmo em cima do palco, com som alto e gritaria estourada. Foi isso mesmo?

.
Todo mundo tem que ouvir
Juntar John Paul Jones (Led Zeppelin), Josh Homme (Queens of the Stone Age) e Dave Grohl (Foo Fighters e Nirvana) parece sacanagem. E é: Them Croocked Vultures é bom demais pra ser verdade.
Se você gosta de rock muito bem tocado, veloz, barulhento e com uma pegada setentista remodelada pelos dias atuais, “Them Croocked Vultures”, o disco, é o que você precisa ouvir agora.

.

Playlist
Espers – The Pearl
Yeasayer – Ambling Alp
Norah Jones – You’ve Ruined Me
Inara George – Surprise
Atlas Sound – Washington School
Sondre Lerche – I Cannot Let You Go
Julian Casablancas – Glass
Pearl Jam – Just Breathe
Laura Jansen – Single Girls
Port O’Brien – Alive For Nothing

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s