Coluna B, 25/04

Outra coluna que muitas pessoas dizem não ter visto. Será que o trabalho está sendo em vão? Eu espero que não. Aí vai, para quem quiser ver o que (não sei se) saiu na internet esse fim de semana.

Aviso aos navegantes

Acredito que os leitores da Coluna B já saibam disso melhor do que ninguém, mas nunca me cansa dizer que uma das grandes qualidades dessa nova ordem musical mundial é poder navegar na internet e ouvir coisas novas. Simplesmente não há limites para quem tem disposição e curiosidade de procurar novos sons, bandas, versões modificadas de músicas conhecidas, versões ao vivo ou singles que acabaram de ser lançados – ou que, como quase sempre, vazaram na internet antes mesmo de verem a luz do dia. Na última semana, com a ajuda do feriado e de uma boa seleção de sites e blogs sobre música, este colunista baixou ou escutou em streaming uma série de faixas bacaníssimas, de todos os tipos possíveis, e precisa porque precisa dividir isso com vocês.

Se quiser seguir o mesmo caminho, cave direto em sites como RCRD LBL (ótimo para downloads e que também funciona como rede de relacionamentos, como o MySpace) e o Indie Lucky (totalmente conectado com o que acontece hoje na música e com ótimos textos), ou blogs espertos como o Pop Tarts Suck Toasted (um paraíso de bandas novas, com tudo de melhor que surge no indie rock, electro, folk e afins) e o Smoking Section da revista Rolling Stone (com faixas novas em streaming e apresentações em vídeo dos melhores grupos – mainstream ou não).

Apenas nesta última semana foram várias faixas, cada escolha mais acertada que a outra. Vale a pena não apenas entrar sempre nesses sites, como também assinar as newsletters dos caras, sempre com dicas e links do momento. Comecei a semana com uma faixa prontinha para as pistas, um excelente remix do Holy Fuck para o não menos excelente duo eletrônico norueguês Röyksopp. A música se chama “Happy Up Here”, uma peça empolgante, com sintetizadores que fazem questão de demonstrar que o título da faixa é capaz de traduzir com fidelidade o espírito de quem a escuta. Outros remixes baixados foram o do DJ Switch para “Nátturá”, canção ambientalista da islandesa Björk que conta com a participação de ninguém menos que o gênio e herói inevitável desta coluna, Thom Yorke, o do DJ Kotchy para “We Are The People”, faixa de vozes e batidas quebradas de lamber os beiços, do Empire Of The Sun, e o de “Use Somebody”, uma das melhores faixas do último do Kings of Leon, que foi devidamente amansada e trazida para as pistas pelo DJ português Andre Anjos.

Aliás, falando em remixes, quem está arrebentando na rede, com enorme destaque nos sites e blogs gringos, é a dupla brasileira The Twelves. Os caras são de Niterói, fazem remixes demolidores para bandas conceituadíssimas e, só nas últimas semanas, apareceram com duas músicas simplesmente indispensáveis. A deliciosa “In For The Kill”, da ruivinha La Roux, se transformou em um hit instantâneo para quem gosta de aquecer uma pista de dança, com loops alucinantes e uma coleção de efeitos de background que destacam a voz aveludada da moça. Em outro site, o destaque ficou para uma versão dos niteroienses para a já ótima “Help, I’m Alive”, do Metric. Se a versão original já era boa demais, a da dupla brasileira ficou ainda melhor, com uma batida escoregadia e suingada, sintetizadores retos e bonitos, ótima para um momento de calmaria nas carrapetas. Ficou claro que o Twelves está com a moral em alta lá fora.

Foi através desses mesmos sites que fiquei sabendo de novidades espertíssimas. As principais são os lançamentos dos mega-esperados (pelo menos por mim) novos álbuns de Jenny Owen Youngs e Iron & Wine. O deste último, projeto do barbudão Sam Beam, é uma coletânea de raridades e lados-B chamada “Around the Well”. Baixei e me apaixonei automaticamente por “The Trapeze Swinger”, um diamante acústico de quase 10 minutos, com levada suave e letra fofa. Já a moça de quem falei nos deve um disco há quase 5 anos. Seu primeiro álbum, o delicioso “Batten the Hatches”, deixou um interminável gostinho de novidade boa na boca, e só agora ela retorna ao cenário musical. Seu segundo álbum, “Transmitter Failure”, deve sair no final de maio, mas o primeiro single, “Led To The Sea”, já está por aí e eu afirmo sem medo: precisa ser baixado e escutado. Aliás, qualquer coisa de Jenny Owen Youngs merece o mesmo destino.

Além deles, também foram catapultados direto para o meu MP3 player uma ótima faixa nova do Grizzly Bear (a cítrica e arrastada “Cheerleader”, ótima para momentos de preguiça), um mash-up fantástico de Black Kids com Mates of State feito pelo DJA da Mad Decent (que também vai colocar fogo nas pistas de dança muito em breve) e a maravilhosa “Your Acting’s Like The End Of The World”, cometida por uma banda que eu conhecia de nome mas nunca havia escutado: a ótima australiana The Drones, de influência folk, referências country e pegada rock. Em poucos dias, com poucos minutos dedicados a isso, consegui conhecer bandas novas, ouvir remixes muito interessantes e escutar singles e novidades que ainda não havia conhecido. Vale a pena dar uma garimpada por aí e perceber que não há limites para a música nos dias de hoje. Só temos a agradecer.

Notinhas

Lançamentos à vista

A parceria entre Rodrigo Amarante e Devendra Banhart vai render novos frutos. Os dois músicos voltaram a compor juntos e estão trabalhando em novas faixas para um álbum que deve sair ainda este ano. Amarante aparece em vídeos onde Banhart mostra, sem barba, novas (e boas) músicas como “Baby” e “Chin Chin & Muck Muck”. /// O Wolfmother ressuscitou. O vocalista Andrew Stockdale recrutou três camaradas, reconstruiu a banda e está prestes a lançar um novo álbum. A banda já tem dezoito músicas gravadas e planeja lançar o segundo disco até setembro. /// A lendária apresentação do Nirvana no Reading Festival de 1992, tida como uma das performances mais absurdas do rock moderno, vai virar DVD. A Universal anunciou que já tem o ok dos membros remanescentes da banda (includindo Courtney Love) e deve colocar o disquinho nas lojas até novembro. /// “The West Ryder Pauper Lunatic Asylum” é o nome do novo álbum do mediano Kasabian. A boa notícia é que, dizem, este deve ser o melhor e mais diferente disco do grupo inglês. Ainda há esperança.

Várias

Todo mundo sempre achou que os caras do Daft Punk fossem robôs, certo? Pois uma das metades do duo, Thomas Bangalter, provou que é de carne e osso na última semana, em Los Angeles. O moço, magricelo, meio careca e com uma surrada camisa da Nike, fez um DJ Set destruidor na festa de Busy P., o homem por trás do cultuado selo Ed Banger. /// Sabe quem são os mais novos melhores amigos da música? P. Diddy, o rapper americano, e os moleques do Arctic Monkeys. Parece surreal? E é. Mas é bastante verdade. /// Nem bem o Coachella acabou (o mega-festival americano rolou no último fim de semana) e já foi anunciado o line-up do Lollapalooza, também gigante e também americano – rola em Chicago, nos dias 7, 8 e 9 de agosto. Nas cabeças estão as voltas de Jane’s Addiction e Tool, além de Depeche Mode, Lou Reed, Kings of Leon, Killers, Andrew Bird, TV on the Radio, The Decemberists, Animal Collective (ao vivo e DJ Set), Arctic Monkeys, Peter, Bjorn and John e mais umas cento e vinte bandas. Vamos?

Todo mundo tem que ouvir

Essa é para quem gosta de folk de qualidade, melodias bem construídas, parte acústica esmerada e vozes relaxantes. O delicioso projeto The Wooden Birds, do músico Andrew Kenny, chegou para ficar.

Se você curte algo na linha do Iron & Wine, Ola Podrida, She & Him e Russian Red, o disco “Magnolia” é simplesmente perfeito. Faixas como  “Sugar”, “False Alarm” e “Believe in Love” vão te conquistar de cara. The Wooden Birds é o nome da hora.

Playlist

Telephones – Pop Champagne
Bat For Lashes – Glass
The Hundred in the Hands – Undressed in Dresden
Point Juncture, WA – The Kings Were Good
The Invisible – Baby Doll
Crystal Antlers – Your Spears
The Phanton Band – Left Hand Wave
Cymbals Eat Guitars – What Dogs See
St. Vincent – The Bed
Dirty Projectors – Two Doves

Anúncios

Um comentário sobre “Coluna B, 25/04

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s